[pt] O amor como um ato de resistência

a pauta LGBTQ frente ao governo de Bolsonaro

Os discursos de ódio perpetrados pelo então presidente Jair Bolsonaro contra a comunidade LGBTQ no Brasil – não somente durante a sua campanha presidencial, como também durante toda sua carreira política – alertaram pela possível retirada dos direitos até então conquistados pela comunidade e de novos atos de violência contra as minorias no país. O programa de hoje traz como convidada, Ananda Puchta, advogada e Secretária da Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero da OAB, que acompanhou o grupo de transição do Governo Temer no que diz respeito às pautas LGBTQ. Ananda nos traz dados atuais do atual mapa da violência, informações referentes ao encontro com a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damaris Alves, e do documento « O que queremos do Estado brasileiro » apresentado à Pasta. Damaris é pastora evangélica conhecida pelas suas posições polêmicas contra grupos minoritários, especialmente LGBTQs e mulheres de áreas periféricas brasileiras.

Contamos também com a presença de Shadya e Talita, que participaram do casamento comunitário LGBTQ em Belo Horizonte, no dia 16 de dezembro de 2018, casamento esse que representou não só um ato de amor, mas principalmente um ato político e de resistência a favor da defesa dos direitos humanos no país. Elas nos falam um pouco sobre suas expectativas e percepções do governo atual.

Visitas:

avatar Ananda Puchta
avatar Shadya Muniz

+1C@fé-Team:

avatar Fabian Kern Paypal Icon
avatar Stefani Rackes da Silva
avatar Dilliany Justino
avatar Annika Troitzsch

Links :

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *