[pt] Um Brasil em choque

As eleições que ocorreram no último domingo, dia 7 de outubro, deixaram grande parte da população em estado de choque. Também @s observadores internacionais observaram estarrecid@s o primeiro turno das eleições brasileiras. Nas primeiras contagens das votações, o candidato fascista Jair Bolsonaro chegou a 49% dos votos, deixando muitos apreensivos com a possibilidade de ele ganhar a corrida presidencial já no primeiro turno. Ao final das contagens 46% do eleitorado brasileiro se posicionou ao lado do ex-militar que apesar de já ter uma cadeira há 28 anos na câmara dos deputados e participar de lavagem de dinheiro para o seu partido, conseguiu se apresentar como um candidato a parte que vai combater a corrupção. Ele, o defensor da família tradicional, é pai de cinco filhos de três esposas diferentes.

Em segundo lugar ficou Fernando Haddad, candidato do partido dos trabalhadores (PT), que alcançou 29% dos votos, mais do que as previsões apontavam para ele. Mesmo assim as expectativas para o segundo turno não são das melhores. Mesmo se a oposição conseguir ampliar o apoio a Haddad, a decisão no segundo turno, que ocorrerá no dia 28 de outubro, vai ser extremamente apertada.

Mas não foi só sobre o novo presidente que vai governar o país pelos próximos quatro anos que @s brasileir@s tiveram que decidir. Neste final de semana também foram eleit@s 2/3 dos senador@s, @s deputad@s do parlamento e também de suma importância, @s governador@s dos estados.

Isso significa que há muito a ser falado e discutido hoje com Thomas Fatheuer, diretor da Kooperation Brasilien e com Gabriela Riffel, estagiária no escritório da Kooperation Brasilien.

Vistas::

avatar Gabriela Rifel
avatar Thomas Fatheuer

+1C@fé-Team:

avatar Fabian Kern Paypal Icon
avatar Nils Brock
avatar Annika Troitzsch

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *